20 dezembro 2011

Festival Promessas : Você "adora"(pula,grita,dança e pula de novo), a Som Livre e Globo toca, transmite, vende e lucra. SIMPLES ASSIM

quando a esmola da Globo é demais, o crente desconfia 

A música gospel se tornou a espinha dorsal de uma indústria cujos altos cifrões de vendagem e baixos números de pirataria chamaram a atenção da indústria musical secular. Assim, não espanta o tratamento especial da Sony cedido aos artistas gospel, com direito a organização da Sony Gospel Music, gerenciada por um respeitado especialista da área, Maurício Soares.

O potencial consumidor do mercado musical evangélico chamou a atenção da Rede Globo, a partir do seu braço musical, a Som Livre. O resultado foi a produção e exibição do Festival Promessas, que contou com os nomes mais conhecidos do gospel nacional.

Então, as desavenças históricas entre a Globo e os evangélicos (leia-se “entre Globo e Edir Macedo”, leia-se, Globo e Record) são coisa do passado? Não se engane. Nessa diplomacia religiosa há muito de disputa comercial. As TVs vivem de audiência e nada mais natural que a Globo veja os evangélicos não como um campo missionário, mas como um campo pronto para a ceifa de lucros e dividendos.

E o que faz o cristão quando se vê como um componente do jogo de mercado? Dá as costas e vai procurar sua turma? Dá uma lição nas víboras capitalistas e vai vender geleia real de porta em porta? Aproveita a chance de apresentar sua mensagem na maior rede de TV do país?

Mas, qual a mensagem apresentada pelo gospel na Globo? Pergunto isso porque, apesar de Ana Paula Valadão recitar João 3:16, falar da cruz e cantar do Apocalipse como algo a não temer, o que se assistiu em boa parte do programa foram alguns cantores falando “derrama, Shekinah”, “tira o pé do chão, igreja!”, “declare para o Brasil inteiro ouvir”, “levante as mãos que o helicóptero está filmando”.

Para a Globo é bom: o povo adora, ela explora e ainda tira aquela pecha de “emissora do capeta” que algumas igrejas lhe davam. Para o gospel é bom: o cantor vende e ora, o fiel compra e chora; mas nunca é demais lembrar que há vozes honestas e corações sinceros.

E para o evangelho? Há o cristão que vê a mão bem visível do mercado do entretenimento tomando para si a música destinada ao louvor e adoração a Deus. Talvez porque, quando a esmola da Globo é demais, o crente desconfia. E há o cristão que acredita que o evangelho está abrindo portas para chegar ao conhecimento de muito mais gente.

Mas, qual evangelho? O do pula-pula e do oba-oba ou o do chamado à reflexão? O do evangelho de mercado ou o do evangelho apesar do mercado? O do culto à canção ou o do culto com pregação? O do sucesso ou o do serviço? São duas faces da mesma moeda, ou do mesmo evangelho?

A Globo quer audiência e uma fatia do lucrativo mercado musical evangélico. Ponto. Então, caro cantor gospel, vá lá, cante e dê sua mensagem. Só não dá pra dizer, caro cantor, que agora o Brasil é de Jesus, porque não é bem assim que as coisas acontecem.

"Gospel" quer dizer também "evangelho". Os mais empolgados cantaram uma importante vitória desse "gospel" evangelizador. Gospel afirmou-se também como sinônimo de uma produção musical industrial em série. Como embalagem, os mais cautelosos desconfiam que Globo e gospel tem tudo a ver; enquanto mensagem, eles creem que Globo e evangelho não tem nada a ver.

Enfim, a suma de tudo o que ouviste pela voz do gospel na Globo é esta: quem é evangélico e gosta do estilo, assistiu e se emocionou; quem não é evangélico, deve ter mudado de canal; e quem é evangélico e não gosta do estilo, ficou constrangido. Mas, gostando ou não do estilo, deixemos o povo cantar. “Se for de Deus, prosperará; se não for de Deus, ...”

*****

Estão dizendo que o idealizador do programa foi o pastor Silas Malafaia, que teria “profetizado” que um dia estaria falando na TV Globo. Essa informação levou  o pastor Vicente Sabbatino a declarar:  

“O profeta de nossa geração disse que um dia estaríamos na Globo. O Festival Promessas é apenas o primeiro ato de uma sinfonia de vitória”

Cada geração tem o profeta que merece? Bem, parece que alguns estão bem seguros de que Jeová é Deus e Malafaia é seu profeta.

Joêzer Mendonça
>Fonte - Nota na Pauta
>Artigo adaptado PM7


NOTA PM7: Enquanto isso no tweeter Malafaia disse que enquanto a Rede Record fala mal dos cantores e da igreja, a Globo abre espaço para o louvor e adoração a Deus.


Em outra postagem ele diz: “Cadê os críticos?!! Deus esta sendo glorificado na Globo em rede nacional!!!!” 

É lamentável  que "mundo GOSPEL" em plena "cegueira espiritual" acredite que o grande propósito da Rede Globo é levar o evangelho.
Quanto a expressão: "Você adora a Som Livre toca" , é evidente na mesma uma proposta REAL de COMÉRCIO. Só uma perguntinha pra reflexão... O pior dos cegos é qual ou quem? 
Garanto que não é a Globo, nem a sua gravadora, então sobrou para os "ADORADORES" que preferem um bom SHOWZÃO do que a BÍBLIA NA MÃO.


10 comentários:

Anônimo disse...

Exelente comentario a critica se encaixa perfeitamente no que esta acontecendo parabens.

André C O Lima disse...

Vcs podem falar mal dessa programação cristã na globo... Mas, pelo menos, os cantores gospel, como diante do trono e outros, aproveitam a oportunidade de falar de Jesus em rede nacional, em vez de cantarem aquarela do brasil no programa da Hebe (caso não lembre, foi a nossa irmã alessandra samadello). Pelo amor de Deus, esse artigo tá mostrando um despeito descarado!

Anônimo disse...

a informacao e boa,as pessoas confundem as coisas, eu fico triste com esses tipos de louvor.

PORTAL MARANATA 7 disse...

Querido André, simplesmente não estamos "falando mal" da programação da Globo. estamos apenas colocando as "cartas na mesa", pois o princípio do Festival é bom e fala de DEUS(mas há caminhos que parecem direitos ao homem,mas no fim...). Porém, o post deixa bem claro é a parte que a GLOBO toma neste festival...somente visando O LUCRO. Quanto à essência deste post, ele cita como tal festival esta levando DEUS para as pessoas.

Como nosso amigo Joêzer Mendonça citou: "Mas, qual evangelho? (o festival esta levando para as pessoas) O do pula-pula e do oba-oba ou o do chamado à reflexão?"

Pois enquanto o pula pula e oba oba der lucro isso será de interesse de qualquer canal de tv messo que esse canal não tenha principios cristãos.

Agora se seguirmos para a vertente "falem o que quiser mas falem de DEUS em rede nacional"...
seremos iguais a todos. Pois o mundo inteiro fala de DEUS, mas poucos falam a verdade sobre Ele.

Eis a grande diferença.

Leandro Corrêa disse...

Me surpreendo como certos líderes que tanto admiro não considerarem em suas críticas a soberania de Deus. Apesar das reais intenções da emissora, a mensagem do evangelho foi proclamada sim através das músicas – se não de todas, de algumas delas. Quem viu sabe disso. Só que muitos falam do que não viram. Creio que esta foi uma porta aberta por Deus para que o evangelho chegue a muitos lares – independentemente dos interesses da Globo. Escrevi um artigo no meu blog Estrangeiros e Sonhadores a respeito. Abraços a todos!

Anônimo disse...

Falar de Jesus em Rede Nacional André?
Você apelou!!!

Gilberto Cabral

Anônimo disse...

Tem os cantores Gospel que realmente querem transmitir DEUS aos corações. Mais muitos deles tambem querem aparecer para vender seu produto e comercializar o nome de DEUS. Gosto do gospel mais não aquelas músicas com gritárias e muitos instrumentos com batucadas. E não tenho dúvidas a GLOBO só visa LUCROe não é a Globo ou a Record que me faz a mente. Gosto do gospel com qualidade.

Anônimo disse...

È lamentavel ver como as coisas vão acontecendo e nós nos conformando com tão baixos padroes, falar de Jesus em rede nacional quando é favoravel é muito simples, quero ver falar a verdade quando esta vai em contramão ao mundo. Estamos precisando de verdadeiros adoradores, verdadeiros Luteros, homens que sejam fiéis a verdade custe o que custar,e não apenas quando lucrar. Concordo com tudo que foi escrito mesmo gostando de muitas musicas gospel.

Anônimo disse...

Olá, tudo bem. Gostaria de expressar minha opnião.

A gente só reclama da dor de barriga quando a nossa está vazia.
Se Deus te manda a ir a Nínive, é porque Ele sabe que é lá que precisam ouvir suas palavras de consolo, amor e convite a reflecxões de arrependimento.

Leite, alimento fácil de de ser ingerido (Hebreus 5.12-14). É esse alimento inicial que edvemos oferecer e dar ao mundo de forma inicial. Sim, é essa a mensagem que deve ser pregada aos que ainda não conhecem o evangelho de Deus. Chega de tornar o evangelho em uma coisa massante e quase impossível de ser vivida. Quando eu aumento a penitência eu diminuo o valor da Graça.

Vamos buscar, na bíblia, fundamentos pra justificarmos nossos pensamentos. E sejamos honestos e humildes para aceitar a vontade de Deus e não o nosso orgunlho, nem nosso desgoto, quando as nossas expectativas não são satisfeitas.

Apoio sim a igreja nas televisões, a igreja nos rádios, a igreja nas ruas, a igreja fora de seu mundo criado pra alimentar a falsa ideia de que: "aceitei a Jesus e proto. Tô salvo". O evangelho é para todo o mundo, não para um grupo seleto de pessoas. Salvação não vem de nós e dom de Deus que salva e encaminha ao céu a quem Ele quizer.

A fé sem obras é morta. A fé sem prclamação de Cristo é morta. A fé sem se levantar e fazer diferença aonde não há é morta. Uma comida que já está salgada, como são os nossos templos, não necessitam de mais sal. O mundo precisa do sal que há em você. Um ambiente que já se encontra todo iliumindo, como são nossas igreja, não precisa que todos os emitentes dessa luz estejam ali, o mundo sim, que está em trevas, em escuridão, necessita ver a luz que há em mim e em você.

Apoio e sempre apoiarei a pregação do evangelho, mesmo que os objetivos dos emitentes primários sejam deturbados. Acredite: Quem não foi alcançado pelo evangelho que você quer pregar e não se dispois, talvés, a ir, está sendo alcançado e modificado pela mensagem simples, mas eficaz do evangelho de Deus que Ana Paula Valadão, Thales Roberto, Fernanda Brum e tantos outro membros do corpo de Cristo estão a pregar.

O que podemos fazer, caro irmão é orar, e não julgar corações comprometidos com Deus. Oremos para que essa mensagem cause impulsos a transformação, pois, infelizmente, alcançar uma grande multidão como eles têem feito eu, nem você, temos podido fazer.

Ramo que não produz fruto (Jo 15, 1-5), será lançado fora pelo prórpio lavrador. Não sou eu nem você quem o tirará, é o próprio Deus. Fique tranquilo que Ele irá fazer isso quando Ele julgar necessário. Ele lançará fora todos os membros da minha igreja que não produzem frutos, incluido eu seu eu não os produzir. Todos os membros da sua igreja, incluido você, se você não os produzir, como o fará com todos aqueles que se dispõem a pregar o evangelho. Seja na igreja, nas emissoras de televisão ou rádio, blogs, revistas, ou por qualquer outro meio. Assim como Ele não olha denominação, não vê marcas. Vê a essencia.

Deus te abençoe, amados!

Matheus Gerhard

PORTAL MARANATA 7 disse...

Como diz voce Matheus... "falou de DEUS ta valendo" será?

não sou eu que vou responder isso....analise cada um sua consciencia. não devemos obrigar ninguem a seguir a Cristo...cada um é cada um...cada um que se responsabilise pela decisão que tomar...
A graça é maravilhosa....mas não confunda graça com o TUDO TA VALENDO PRA DEUS e TUDO é BOM....

A graça não é pra alimentar a carne e sim o espírito!

#ficadica

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião, crítica ou segestão a respeito desta postagem.